terça-feira, 18 de novembro de 2008

Victor e Leo atrai público recorde na Expopato 2008

video


O show de sábado, a penúltima noite, da Expopato 2008, com a dupla sertaneja Victor e Leo, quebrou todos os recordes de público da feira, que recebeu 48.612 pessoas. A expectativa da CCO (Comissão Central Organizadora) era de 30.000. Os números comprovaram a forte popularidade que os irmãos nascidos em Ponte Nova, Minas Gerais, têm no atual cenário da música brasileira.

A área de show e o espaço VIP do Parque de Exposições ficaram completamente lotados. O parque nunca tinha recebido tamanho número de pessoas, dando mais razão ao sucesso dos cantores dos hits “Fada”, “Amigo Apaixonado” e “Tem Que Ser Você”.

A mais recente música de trabalho, “Borboletas”, também já tinha sido devidamente decorada pelo público, que a entoou a plenos pulmões, tanto no início da apresentação como no bis, quando a dupla a tocou novamente.Todo esse sucesso, de acordo com o compositor e metade da dupla, Victor, se deve muito às rádios, que sempre foram muito receptivas com eles. “Nosso maiores parceiros na divulgação de nossas canções são os radialistas.

O rádio é o maior parceiro de um artista que se propõe a viver de música. Isso ainda vai continuar em muitas décadas. A Internet também é uma grande divulgadora, mas ela ainda não chega a todos os lugares, como lá no campão”, destacou Victor.

Antes de iniciar a apresentação, que gerou uma catarse coletiva, os mineiros atenderam um número reduzido de veículos de comunicação, selecionados pelo produtor da dupla. Durante a entrevista, Leo agradeceu a oportunidade de cantar em Pato Branco e também salientou a importância do rádio. “É o nosso maior parceiro, pois mostra realmente a nossa essência, a nossa verdade, que é a música”, enfatizou.

Já a produção da dupla parece não compartilhar da mesma opinião dos cantores sobre a importância das rádios. Segundo ordens expressas da produção, apenas rádios de Pato Branco puderam entrevistar Victor e Leo. Cinco rádios da região não foram atendidas.

Nas entrevistas, Leo aproveitou para falar um pouco sobre o novo disco, “Borboletas”, com algumas músicas que possuem arranjos bem pop. Ele diz que isso se deve aos sons que ouvem diariamente. “Eu e o Victor crescemos em uma cultura musical sertaneja de raiz.

Crescemos ouvindo Almir Sater, Renato Teixeira, Sérgio Reis e Chitãozinho e Xororó. Aos poucos, a gente começou a tomar gosto por outros estilos. A gente ouve rock, pop, música internacional e blues. Mark Knopfler e Eric Clapton também nos influenciam”, explicou. Leo comentou que toda essa variação de influências acabou contribuindo no desenvolvimento de um estilo próprio. “A gente sempre optou por não imitar ninguém. A gente sempre gostou de fazer música do nosso jeito, tanto na forma de cantar como na forma de compor. Eu acho que isso que deu esse gosto que as pessoas chamam de novo. Nós ficamos super honrados”, frisou.

Fontes: O Alvo e Expopato


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem Vindo(a) ao Blog Leo Chaves!

Obrigado pela sua visita, volte sempre e não deixe de comentar!